22 fevereiro 2007

Continuando o caminho

A consulta lá passou. Ía um pouco temerosa porque ainda não sabia o resultado das análises que fiz em Dezembro. Afinal estavam bem, inclusivé os valores hormonais estavam dentro dos valores normais. Trouxe a receita com o resto da medicação prontinha para deixar uma pipa de massa na farmácia! Desta vez vou usar o Puregon e a Dr.ª aumentou-me a dose, talvez resulte melhor, quem sabe!?

Estou aliviada porque pude prosseguir com o tratamento sem percalços, pelo menos para já.




Agora falemos de outro assunto. Há alguns posts atrás falei aqui na namorada do meu irmão, que está com um problema bicudo, não sei se se lembram! Comentei que ela tinha quistos nos ovários e que teria que ser operada. Pois bem, depois de uma ressonância magnética descobriu-se que os quistos não são quistos são tumores. Um com 4 cm e outro, no outro ovário com 3,8. Imaginem só, o mundo caiu-lhe em cima! Os tumores são benignos, são os chamados tumores dermóides ou estromas.

Agora vem a parte pior. A médica que lhe pediu os exames e fez o diagnóstico informou-a que teria que tirar os ovários. Ela andava mesmo desorientada, aos 24 anos de idade arriscava-se a ficar definitivamente estéril!!

Mais uma vez, um bocado a medo, meti a colherada. Sugeri-lhe que não se submetesse a uma cirurgia tão radical, sem pedir uma segunda opinião. Ela concordou mas, como não conhecia outros ginecologistas, eu fiquei de lhe marcar uma consulta, noutro médico. Levei os exames dela e mostrei-os a uma médica com quem trabalho e me dou muito bem. Segundo esta, uma vez que o tamanho dos ovários era conservado, não operava até ela ter filhos. Foi uma segunda opinião mas, achei que ela é que deveria ir ao médico, com os exames e ouvir a opinião do próprio. Lembrei-me que uma amiga internauta e real também, comentou comigo que a médica que me segue em Gaia, trabalha numa clínica em Espinho. Fui pesquisar às páginas amarelas na net, encontrei o n.º da clínica onde ela trabalha e consegui falar com ela. Identifiquei-me como doente de Gaia e, mesmo não me tendo reconhecido pelo nome, marcou a consulta para a mesma semana. A C. veio de lá com uma resposta completamente diferente das outras duas. A Dr.ª propôs-lhe fazer a cirurgia por laparoscopia e vai tirar, não os ovários mas, os tumores dos ovários, até porque ela tem, bem visível nas ecografias que fez e na RM partes dos ovários com folículos. A Dr.ª ficou abismada com a opinião da médica que lhe diagnosticou os tumores. Como é que um médico deixa uma jovem estéril, quando pode encaminhar a doente para outro colega, que pode resolver a situação de outra forma, muito menos radical!?

Já está encaminhada para fazer a cirurgia em Gaia e é a Dr.ª que vai fazer. Afinal, quem melhor do que um médico que está sensibilizado para os problemas da infertilidade, para resolver o problema no presente tentando minorar os problemas que terá no futuro, quando decidirem ser pais!!

Voltei a falar nesta história para que vejam a falta de, atrevo-me a dizer, escrupulos e competência de alguns médicos! Neste tipo de diagnósticos e soluções radicais é sempre bom pedir uma segunda ou terceira opinião.


Estou sinceramente mais aliviada por saber que ela está em boas mãos e orientada par resolver o problema sem radicalismos! Está inclusivé em boas mãos para, se necessitarem de ajuda médica para engravidar, recorrerem a quem sabe, e o mais certo é precisarem, isto também na opinião da Dr.ª!!!


Um beijinho grande e obrigado pelo apoio e pela paciência de me lerem!


Lita

20 fevereiro 2007

A Segunda Batalha

Ontem iniciei mais uma batalha nesta guerra contra a infertilidade, comecei o tratamento para a 2.ª ICSI, com as injecções de Suprefact.
Esta batalha está a ser travada com muito mais calma e menos ansiedade do que a primeira. A verdade é que a ansiedade é mais um entrave, nestas situações. No primeiro tratamento sofri muito à custa disso, tive uma crise de ansiedade e fiquei com arritmias mesmo depois do tratamento, tudo devido à ansiedade! Desta vez, miraculosamente, estou calma! Estou calma e surpreendida comigo mesma, porque o stress e a ansiedade são dois "males" que fazem parte de mim, acompanham-me sempre e em todas as situações. Não sei se vou manter este estado de espírito até ao fim mas, ter iniciado o tratamento desta forma já é óptimo!
Amanhã é dia de consulta e isso, é que me deixa nervosa! Eu até consigo chegar ao hospital calma mas, o tempo todo da espera e a chamada para a famosa sala 5, deixam-me invariavelmente a tremer e com o coração a bater tão acelerado como se tivesse acabado de correr 10 km!! Amanhã a Dr.ª vai-me prescrever o resto da medicação de acordo com o resultado das análises que fiz em Dezembro.
Desta vez, reconheço que estou a levar tudo com muito mais cautela do que da 1.ª vez! Consigo abstrair-me do resultado que tanto espero e concentrar-me num dia de cada vez!
Veremos como vai correr tudo amanhã.
Um beijinho grande e torçam por mim!!
Lita

15 fevereiro 2007

S. Valentim - o dia seguinte



O meu dia de São Valentim foi sem dúvida, diferente do que eu programei.

No domingo combinamos que este ano não havia lembrancinhas. Faríamos um jantar especial mas, em casa, sem grandes gastos e sem nos meter-mos em confusões. Normalmente não é um dia a que eu dê grande importância acho que, como no Natal, há mais o apelo ao consumismo do que aos sentimentos, e quando as finanças não andam assim tão bem é mesmo preciso cortar em certas despesas! O R. concordou veementemente com a minha perspectiva do assunto e ficou tudo acordado. Mas o rapaz anda dado às surpresas e qual foi, qual foi?






Um jantar romântico com direito a massagem no Spa do hotel, e tudo!






Bem, fiquei chateada porque ele não cumpriu com o combinado mas, tenho que confessar que gostei muito, de tudo! A quem estiver interessado num ambiente elegante, romântico e diferente, passo a publicidade, aconselho vivamente o Hotel Mélia Ria.



Um beijinho grande.
P.S. 1 - Escusado será dizer que, como tinhamos combinado que não havia prendas, eu tive direito a isto tudo e ele teve direito a acompanhar-me porque eu não comprei nada, claro! Sou uma mulher de palavra!
P.S. 2 - Na foto, a massajada não sou eu, a foto é a do site do hotel!!
P.S. 3 - As nossas finanças sofreram mais um golpe, espero que sobrevivam!!

12 fevereiro 2007

Mais um desafio à vista


Bom dia e boa semana!

Vi neste cantinho e não resisti a experimentar!

Se fosse uma Música Romântica, qual seria?Aqui

Você é “You´re Beautiful” de James Blunt: você é dado a amores platónicos como os que se vêem nos livros. Tem uma tendência irresistível para amores impossíveis e para perpetuar paixões mantidas em segredo pela sua timidez e insegurança.

You're beautiful. You're beautiful.You're beautiful, it's true.I saw your face in a crowded place,And I don't know what to do,'Cause I'll never be with you.

De facto, adoro a música e nem é de todo mentira a história dos amores platónicos, na minha adolescência a descrição estava mesmo à minha imagem. Hoje em dia já não é tanto assim, mas, julgo que a essência de cada um, não muda muito, não é?! A timidez e a insegurança essas, é que nunca me abandonaram! Já fui pior, a idade também nos obriga a ultrapassar, aos poucos, esses predicados mas quem é tímido e inseguro nunca há-de chegar a ser extrovertido e cheio de autoconfiança!

O maior acto de coragem que tive na vida, foi declarar o meu amor ao R., quando tinha 20 anos! E não é que resultou?! Namoramos 6 anos e acabou em casamento!

O que eu sou mesmo é romântica! Daquelas românticas incorrigíveis! Adoro um bom filme de levar às lágrimas! Ontem passou na RTP1 "As Pontes de Madison County", com a Meryl Streep e o Clint Eastwood (acho que não ofendi nenhum dos dois, a escrever os respectivos nomes!). Não pude ver o filme mas, já li o livro e chorei como uma madalena arrependida! Aliás esse livro está associado a um dos dias mais tristes, que já vivi. Na manhã em que terminei de o ler (e de chorar um rio de lágrimas), descobri que o meu primeiro ttt tinha acabado em insucesso. Aí é que as lágrimas cairam com toda a força!

Mas agora chega! Tenho que deitar os insucessos para trás das costas e seguir em frente!

De hoje a 8 dias inicio mais uma batalha, nesta luta, para encontrar o meu filho. Começo o segundo ttt para a ICSI, com as injecções de Suprefact. Por isso, já tenho tudo a postos, a medicação, as seringas, os contentores (que o R. me arranjou para depositar as seringas em segurança!) e sobre tudo, já me mentalizei para o que aí vem, com todos os contras que todas nós tão bem conhecemos! Os prós, espero para ver se é desta que chegam!

Beijinhos grandes e boa semana.

Lita

04 fevereiro 2007

É oficial!!



Desde ontem, estou oficialmente infoincluída, também em casa!!

Finalmente tenho net e já posso comunicar com o mundo a partir da minha casinha! Já não tenho que escrever os posts em casa, gravá-los na pen para depois os passar para o blog, no serviço. Sim, porque eu quando escrevo sou mais ou menos igual a quando falo, nunca mais acabo!! Escrever os posts enormes que às vezes publico, em horário de serviço, era quase impossível! Agora sim, posso comunicar com todas vocês, sem estar sempre a ver por cima do ombro quando entra o administrador ou a chefe!!

No serviço posso continuar a espreitar-vos, passo a expressão, mas em casa estarei muito mais à vontade!
Beijinhos grandes
Lita

P.S. Espero que o Mega encontro tenha corrido muito bem! Aguardo notícias.