12 dezembro 2009

O nascimento da Matilde

Para quem acompanhou a história da cegonha perdida, que encontrou um ninho de amor e trouxe uma enorme alegria a um homem e uma mulher, que há cinco anos desejavam tanto ser pais, aqui fica a descrição do nascimento da nossa filha:
Devido aos vários episódios de metrorragias, a minha obstetra decidiu internar-me uma semana antes da DPP, às 37 semanas. A cesariana estava programada para o dia 2 de Dezembro e internaram-me no dia 24 de Novembro para ficar em vigilância.

Lá fiquei no hospital, não muito feliz mas, imensamente mais descansada por saber que, se alguma coisa acontecesse teria ajuda médica por perto. Para além da placenta prévia, o cordão estava entre a cabeça dela e o colo. Se o parto se desenrolasse, ocorreria prolapso do cordão e a vida da Matilde ficaria em risco. Aliás, passei a 36ª semana em casa, sempre com o coração nas mãos, com muito medo que o parto se desenrolasse e se precipitasse tudo da pior forma!

Quando me internaram estava também com a tensão arterial alta e com proteinúria, isto é, sintomas de pré-eclampsia. Na manhã seguinte, numa nova avaliação da TA estava com 9/18, assumidamente tinha também uma pré-eclampsia pela frente. Cerca das 11,30h da manhã sofri uma nova hemorragia. Chamei a enfermeira e imediatamente gerou-se um frenesim à minha volta! A TA disparou novamente e a médica que fazia a visita na enfermaria, enviou-me para o bloco de imediato. Foram pelo caminho a tirar-me a roupa e quase não tinha tempo de avisar o meu marido! Eu só pensava para comigo, numa tentativa de me acalmar "Estás no sítio certo, tem calma, não entres em pânico!" No bloco, a correria continuava e era tanta gente à minha volta, que eu no meio de toda a confusão deixei, literalmente, de conseguir pensar!

Às 12,37h nascia a nossa Matilde, com 1,960kg, 43 cm e um APGAR de 7/9. Apesar de ser muito pequenina, conseguiu mamar bem e ficou sempre comigo, no quarto. Tivemos alta ao 5º dia, muito antes do que eu esperava, devido ao baixo peso dela.

Definitivamente, a nossa gravidez foi uma aventura e acredito que o meu anjo da guarda me acompanhou e nos protegeu sempre às duas porque, se tivesse sido internada um dia mais tarde, o final desta história poderia ter sido muito diferente! Felizmente, a vida e todos os sacrifícios que fizemos em prol da constituição da nossa família tão desejada, recompensaram-nos com a chegada da nossa princesa.

É maravilhoso ser mãe, apesar de, reconhecer que os primeiros dias foram complicados, com a mistura das hormonas alteradas, as noites sem dormir e o receio pela bebé tão pequenina e frágil, que trouxemos para casa.


Fizemos o nosso percurso pela infertilidade e fomos obrigados a lidar com muitas decepções, muitas lágrimas e muitos sacrifícios mas, tudo isso valeu muito a pena. Hoje sou uma mulher mais completa e muito mais feliz porque realizei um dos meus objectivos de vida, ser mãe. E sou uma mãe muito babada!


Este, deveria de ser o final para todas as mães que tanto lutam pelos filhos que ainda não existem! É este o meu desejo para todas as mulheres que têm tanto amor para dar, que um dia próximo, possam sentir a felicidade e a realização da maternidade.


A todas as titias da blogosfera, que acompanharam o nosso percurso na infertilidade, através deste mundo virtual, mas muito real também, deixo uma foto nossa, do dia do regresso a casa.

Este, será O Natal das nossas vidas, aquele que nunca esqueceremos!

Deixo-vos os meus votos de um Natal muito feliz e de um Ano de 2010 muito fértil em projectos de vida realizados.

Lita

30 novembro 2009

O nascimento!

A nossa princesa nasceu no dia 25 de Novembro, às 12,37h, com 1.960kg, com 37 semanas e 1 dia.
Foi o final de uma gravidez atribulada, que culminou com um parto atribulado e com a chegada da nossa preciosa filha. É pequenina, nasceu com baixo peso mas, é saudável e faz-nos muito felizes!
Quando me sentir mais capaz, fisica e psicologicamente, venho cá contar os pormenores deste nascimento tão feliz!
Beijinhos grandes
Lita, a mãe babada.

14 novembro 2009

Não há 2 sem 3

Parece que o ditado também funciona para mim. Na semana passada, depois de uma consulta com a minha médica cheguei a casa e tive outra hemorragia. Voltei ao hospital e por lá fiquei mais 3 dias.
Deram-me alta mas, em princípio ficarei internada a partir de 3.ª feira, às 36 semanas até a Matilde nascer, às 38 semanas, por cesariana programada. Para além da placenta prévia e de o cordão estar muito próximo do colo, as hemorragias não deixam os médicos descansados e não querem arriscar uma rotura de membranas em casa ou mesmo um inicío de trabalho de parto, sem vigilância médica. Corremos as duas risco de vida e por isso, mais vale o sacrifício de ficar no hospital.
Tem sido um periodo atribulado! Não consigo relaxar e andar calma, com tantos percalços pelo meio! Se não voltar cá entretanto, estarei a "incubar" no hospital.
Para as meninas que estão na recta final, muita sorte e uma hora pequenina! Para as outras visitas um beijinhos grandes e até breve.
Lita

20 outubro 2009

As aventuras e desventuras da nossa gravidez

Olá a todas.
Como eu costumo dizer, na minha/nossa vidinha nunca há monotonia! Claro que gostariamos que as novidades fossem sempre boas e estimulantes mas, infelizmente não é o que temos verificado.
Na 5.ª feira, de madrugada tive mais um SUSTO e fui parar à urgência. Sem qualquer dor ou outro sintoma que o revelasse, levantei-me durante a noite para fazer um xixi e estava com uma hemorragia abundante. Como podem calcular entrei logo em pânico! Foi uma correria para o hospital e lá fiquei, internada até ontem. Deram-me alta mas, para vir fazer o mesmo para casa, repouso: permanecer na cama e só saio de lá para comer ou para ir ao wc. E vai ser assim até ao nascimento da bebé.
Com tantas mulheres a ter placenta prévia, às vezes até total, que nunca sangram eu, tenho PP marginal e já tive dois episódios. Não há sossego! Vou viver o tempo que falta desta gravidez sempre com o coração nas mãos, sempre em estado de alerta!
Querida Alexandra, lembrei-me tanto de ti, estes dias que passei no hospital! Admiro ainda mais todo o sacrifício que fizeste para ver nascer o teu ZM! Estar numa cama de hospital, dependente de outros para tudo, sem saber o que nos espera é realmente angustiante! Um beijinho muito especial para ti!
Deixo-vos um beijinho grande e torçam por nós, que bem precisamos!
Lita

13 outubro 2009

31 semanas

Hoje, completamos as 31 semanas de gravidez. De dia para dia, sinto-a cada vez maior e mais activa! Por esta altura, digerir uma refeição normal é praticamente impossível. Aquilo que ingiro ao lanche também tem servido de jantar! Ela está grande e obriga-me a andar sempre direita. Ou tem os pezitos no meu estômago, ou nas costelas ou então é a cabeça que está contra os ossos ilíacos e não me deixa caminhar! É uma verdadeira contorcionista, a nossa filha!
(A barriga às 31 semanas e 0 dias)

Dormir é outra tarefa impossível. Primeiro que encontre uma posição que lhe agrade a ela e seja possível para mim, passo várias horas a rebolar na cama! De manhã, acordo com "patas" de elefante, as mãos e os pés ficam terrivelmente inchados! Não me estou a queixar, faz parte da aventura da maternidade mas, não é a parte mais confortável, confesso!

Na próxima 6.ª feira temos ecografia marcada e vamos ver de novo a nossa princesa. A médica que nos tem feito as ecografias não é a pessoa mais simpática nem comunicativa mas é tecnicamente competente, o que me deixa descansada. Para a semana, às 32 semanas, teremos consulta com a nossa obstetra e, com ela, tiro todas as dúvidas e esclareço os aspectos mais importantes das ecografias. É o que me vale!
Esta semana, o pré-papá faz 37 aninhos, precisamente no dia da ecografia. Tenho que ir procurar inspiração para o jantar de aniversário e para uns docinhos bons. Eu, que adoro cozinha e doçaria, ando muito desinspirada! Isto de passar todos os dias, enfiada em casa, cansa que se farta! Já não há pachorra!

Agora, em tom de desabafo, digam-me: Como que é que vocês lidavam com um vizinho metediço e desocupado que tem o desplante de nos vir dizer que não acha nada estético, o trabalho que estamos a fazer no nosso jardim!?!
Passo a explicar: Quando compramos o apartamento, o jardim que temos nas traseiras e que é individual de cada condómino, não estava vedado. Ora, a nossa cadela, que é inteligente mas, também é atrevidota, cada vez que a deixamos ir ao jardim, invade sempre os jardins contiguos! Para resguardar os jardins dos vizinhos, vedar o acesso a uma vala de água com cerca de 1,5 mts de altura (que no Inverno enche!) que fica no fundo dos jardins e, para conseguir alguma privacidade resolvemos colocar rede à volta do nosso espaço! Obrigação do empreiteiro que, se escusou com uma questão técnica e nos entregou os apartamentos sem vedar os jardins, mesmo com o perigo da vala de água! Com a colocação da vedação, não estamos a transgredir nenhuma regra do condomínio, uma vez que, os jardins e terraços nas traseiras dos R/c do prédio, pertencem aos respectivos apartamentos R/c e não há nenhuma regra nos estatutos do condomínio que nos impeça de o fazer. Tivemos esse cuidado!

Ora, o indivíduo resolveu abordar o R. à saída do prédio informando-o que não considerava a vedação que estamos a colocar, muito estética e que achava melhor colocarmos uma coleira electrificada na cadela, para que ela não passasse para os jardins contíguos! E mais, disse ao R. que tinha desenhado um esquema do nosso jardim e que nós nos tinhamos precipitado ao colocar a vedação, sem termos falado com ele antes!!!
Há alguns meses atrás, estava eu no jardim morta de trabalho a cavar para por 2 sicas e uma magnólia na terra, mais uns vasos com umas plantinhas simples mas, coloridas e estava o indivíduo na varanda a observar o meu trabalho. No fim, disse-me que não achava nada bem colocarmos árvores e plantas no jardim, que achava mais bonito o espaço só com relva verde e que a nossa opção só dava trabalho!

Como é que se atura uma criatura destas, mantendo um bom ambiente de vizinhança?
Fiquei tão enervada com conversa de ontem (que não foi na minha frente, é uma pena!) que até me custou a adormecer! Só vos digo que, se me cruzo com este espécimen me vai saltar a tampa!!! Ando morta por lhe dizer umas coisas! O mal de certas pessoas é terem demasiado tempo livre e obviamente, é o caso desse senhor!
Deixei eu, o lugar pequeno onde vivi até aos 26 anos, onde toda a gente sabe da vida do vizinho, para vir viver para uma cidade, capital de distrito, para encontrar gente abelhuda e opinativa na vida alheia, precisamente no andar de cima!?! Se não é pontaria, não sei o que será! Não posso com isto!

Apatece-me perguntar se ele faria a experiência de usar a coleira nele, antes de eu a usar na nossa cadela ou se também considera que deveria colocar uma coleira electrificada na minha filha, quando começar a caminhar, para não cair na vala de água, evitando deste modo que aconteça uma desgraça!
Que raiva!

Os meus dias têm passado assim, entre o repouso, o ponto de cruz, a Ullie e estes aborrecimentos! Precisava mesmo disto agora, não era?

Beijinhos grandes
Lita
P.S. Querida mjm,
O mundo é mesmo pequenino! Espero que os meus trabalhinhos tenham feito jus ao seu trabalho tão bem executado e publicado na "Linhas & Pontos". É uma revista que, compro, de vez em quando. Este n.º tem esquemas bastante interessantes. Deduzo que, os seus esquemas sejam os dos animaizinhos que bordei na régua! Certo? A lagartinha está demais!
Teria respondido no seu blog, se tivesse deixado o link. Não me quer dar a morada do blog ou do site? De qualquer forma, é sempre benvinda a este espaço!
Um beijinho grande e tudo de bom.

07 outubro 2009

Resposta à Ro

Bom dia

no post anterior, a Ro deixou-me uma questão relativamente à minha obstetra. Como não deixou contacto, segue aqui a resposta:

No meu caso, escolhi a obstetra que me acompanha na gravidez porque, trabalho com ela e é uma médica em quem confio muito porque domina a área da infertilidade e dos tratamentos, com bastante à vontade. É uma pessoa com quem posso tirar dúvidas e colocar questões, sem qualquer constrangimento. Relativamente às trombofilias e à medicação e cuidados a ter na gravidez, no parto e pós-parto, trouxe todas as indicações da consulta de esterilidade onde andamos, no CHVNGaia. Foi lá que, após 4 ciclos de ICSI e 1 aborto e, após ter pedido que me estudassem melhor antes de partir para mais um tratamento, me diagnosticaram o problema: trombofilias congénitas.

Como não sei viver na dúvida ou com medos, trabalho num hospital e tenho vários especialistas à "disposição", conversei com o hematologista que fazia serviço lá, na altura, relativamente aos cuidados que deveria ter e inclusivé, se os meus irmãos poderiam ser também portadores assintomáticos, de trombofilias. No nosso caso, o factor hereditário também agrava a situação porque a nossa mãe já sofreu uma TVP numa perna. Ele elucidou-me relativamente aos meus irmãos e à medicação e medidas preventivas na gravidez.

Penso que, o mais importante, é ser acompanhada por um bom hematologista e por um GO, para quem o assunto não seja totalmente desconhecido. A minha obstetra não faz consulta de obstetrícia no momento mas, conheço um bom GO, no Porto, que faz parte da equipa da Esterilidade, do hospital onde fizemos tratamentos, que penso que tem consultório. Se estiver interessada mande-me um mail para cespiritosanto@sapo.pt, terei todo o gosto em fornecer-lhe o contacto.

Espero ter sido útil. Boa sorte, para o futuro!
Lita

23 setembro 2009

28 semanas e um dia

Já atingimos os 7 mesitos de gravidez! Apesar da paragem forçada, devo confessar que o tempo tem passado muito rápido. De repente, estamos a cerca de dois meses de conhecer a nossa princesa!

Ora vejam lá o barrigão, não sei como não estou mais pesada!?


Por esta altura já ela descobriu que a mãe tem costelas e passa a vida aos socos e aos pontapés! Só não tem muita graça quando fico tão comprimida, que mal consigo respirar mas, faz parte dos encantos da maternidade! Acho tanta piada quando estou deitada e a barriga parece ter vida própria, mexe por todo o lado! Uma delícia!

Ontem, precisamente às 28 semanas, tivemos consulta com a nossa Obstetra e, até fiquei contente! Apesar de a placenta continuar muito baixa, nem tudo são más notícias! O meu peso está óptimo, tenho neste momento, mais 800 gr do que tinha quando engravidei. Claro que perdi 3 quilos mas, contas bem feitas acabei por aumentar, às 28 semanas, 3,800 quilos! Para quem, como eu, leva a vida numa batalha contra o peso não está nada mal! Sempre imaginei que engordaria imenso na gravidez!

À parte o peso, tudo o resto está ok. Tenho autorização para, progressivamente, ir aliviando um pouco as restrições à minha actividade. Claro que continuará a ser uma gravidez de risco até ao fim mas, não ter que estar sempre fechada em casa, já é óptimo! Nesta fase já sinto alguns daqueles incómodos típicos, mãos e articulações mais inchadas e doridas, tornozelos mais sensíveis, já não aguento estar de pé muito tempo, uma azia terrível que me deixou a garganta ferida e a doer. Mas, tudo isto, faz parte dos encantos da gravidez, tento contornar e aguentar!

Este sábado dei uma facadita no repouso e fomos comprar os móveis da bebé. Uma parte já está em casa, devidamente montada mas, ainda falta outra parte. Também falta pintar o quarto e as decorações finais, como cortinados, tapetes e bonecos! O enxoval propriamente dito tal como roupas, roupas de cama e alguns artigos de puericultura também já estão comprados, apesar de ainda faltarem algumas coisas. Nunca imaginei que um recém nascido precisasse de tanta coisa! Às vezes, pergunto-me como é que nos criaram, noutros tempos?! Agora existe uma diversidade de oferta que, para papás inexperientes, como nós, torna-se difícil distinguir o necessário do supérfluo. Precisamos mesmo de ponderar e ir às compras para ela, com lista e objectivos definidos porque senão, acabamos por nos deixar levar pelo entusiasmo e não há carteira que resista!

Nesta vidinha de reclusão, tenho sentido uma enorme necessidade de ser a mesma de antes, de me poder mimar um bocadinho! Cabeleireiro, manicura essas coisas que ajudam uma mulher a sentir-se melhor e mais feminina. Sempre metida em casa começo a sentir-me uma verdadeira gata borralheira e detesto, porque eu não sou assim! Esta semana e na próxima vou-me dedicar a estes pequenos luxos! Lá porque estou grávida, também mereço! Além disso, também tenho que começar a preparar a mala para a maternidade. As roupinhas dela estão quase todas prontas mas, as coisas de que eu preciso, ainda não tenho nada!

Estas são as novidades que temos para vocês.
Uma beijoca grande e até breve!

Lita

10 setembro 2009

26 semanas e 2 dias

Na semana passada fizemos mais uma ecografia para verificar a evolução da placenta. Infelizmente, a evolução não foi nada positiva e continua muito baixa, com a inserção do cordão a menos de 2 cm do colo. Tinha esperança que tivesse evoluido e ainda pudesse ter um parto normal mas, parece que o diagnóstico de placenta prévia é definitivo e estou condenada a uma cesariana!
Nestes dias que passaram celebramos mais um aniversário de casamento, o 6.º! Ao contrário do ano passado, que pudemos celebrar a data da nossa união com um passeio este ano, dadas as circunstâncias apenas almoçamos e demos um passeio curtinho, aqui ao pé de casa. Fomos conhecer um restaurante japonês que abriu recentemente na nossa cidade. Gostei imenso! Se Deus quiser, para o ano, celebramos o 7.º aniversário a 3!
Por estes dias, fiz análises e o despiste da diabetes gestacional com a prova de O'Sullivan e fiquei descansada porque, pelo menos desse mal, não sofro! Para a próxima semana, devo ter consulta. Acho que vou fazer uma lista de questões para colocar à minha obstetra, entre outras, o que acha da verdadeira utilidade da recolha do sangue do cordão?, posso ou não realizar a cesariana com epidural, de acordo com a dose de anticoagulante que faço? posso amamentar, uma vez que tenho que continuar a fazer anticoagulantes injectáveis até às 6 semanas pós-parto?
Confesso que, fiquei decepcionada com o facto de ter que fazer cesariana programada às 38 semanas (se tudo correr bem até lá, claro!). Depois de tudo, queria muito ter um parto normal, ainda que tivesse que recorrer à bendita epidural! Gostaria de ter uma participação activa e consciente no nascimento da Matilde! Mas, com a placenta prévia está completamente colocada de lado essa hipótese!
Outra questão que me tem deixado preocupada é o facto de haver a possibilidade de não poder amamentar, por causa dos anticoagulantes! Esta questão é realmente importante para mim e, se também não puder amamentar vou ficar mesmo triste! Eu sei que há alternativa e é evidente que não quero colocar a saúde da minha bebé em risco mas, mais do que o parto normal, a amamentação para mim é muito importante! Durante estes anos que lutamos tanto por um filho, sempre que sonhava que era mãe, nunca me vi grávida mas sim, a amamentar! Tive vários sonhos (a dormir!) em que estava a amamentar!
Quem nos "ler" e tiver uma opinião informada acerca das questões que coloquei, sinta-se à vontade para opinar! Às mamãs de Aveiro e arredores, também peço recomendações de bons pediatras. Agradeço desde já, as dicas.
Ontem fomos comprar as tintas para o quarto da bebé. Dois tons de rosa, apesar de ser uma cor que nem eu nem o papá apreciamos muito! Mas, misturam-se verdes e lilases ao rosa e até fica giro! Quando ficar pronto mostro aqui! O enxoval também está a ficar composto! Vai ser uma peneirosa!
A foto da barriga fica para outro dia!
Deixo-vos um beijinho grande.
Lita

25 agosto 2009

24 semanas de esperança


Hoje fazemos 24 semanas de gravidez.

A Matilde está cada vez mais activa na barriga da mamã. Faz verdadeiras festas de arromba, tal é a agitação de vez em quando! Especialmente quando como coisinhas boas e doces, manifesta-se sempre, deduzo que gosta!

Aqui fica a foto da barriga, para a posteridade.

Hoje, vou deixar aqui fotos com alguns miminhos que me tenho dedicado a fazer para ela. Não estão todos porque alguns estão nas mãos da avó, para terminar pormenores de costura mas, fica uma amostra. Gostava muito de saber colocar aqueles slides que vão passando as fotos mas, como sou nabicinha nestas coisas e não sei, coloco as fotos mesmo!
Os babetes.




As fraldinhas (só tenho 1 exemplar para mostrar, as outras estão com a avó para remates de costura).

A régua,com motivos simples mas, coloridos e engraçados. Ainda faltam os remates de costura, que a avó vai fazer.

Vão-me valendo estes trabalhinhos para me entreter, em casa! Ainda estou a bordar dois jogos de lençois que me aventurei a fazer com outros tipos de bordados e uma fraldinha que estou a terminar.

Enfim, tenho que me ocupar com alguma coisa para que o pensamento não vá dar a paragens negativas!

Beijinhos grandes

Lita

(P.S. - Querida IC obrigada pelas dicas caninas! Espero mesmo que a rebeldia seja fruto da tenra idade da nossa bicha. A verdade é que só tem cerca de 1 ano e meio, ainda é muito novinha! Pode ser que se habitue à dona mais pequena sem fazer grandes tropelias. Assim espero!)

04 agosto 2009

Notícias nossas

Depois de um grande susto e de uns dias de repouso tive consulta com a minha obstetra e a nuvem negra transformou-se numa nuvem cinzenta, mais clarinha.


Fiz a ecografia morfológica na semana passada e repeti-a na consulta e confirmou-se a placenta prévia mas, não é total é marginal. O que determina uma gravidez de risco mas, não apresenta tantas preocupações como a primeira. E, como a placenta, com o crescimento do feto também cresce e sobe, ainda pode ser que suba alguns centimetros e deixe de apresentar tantos riscos. Isto tudo quer dizer que, ficarei de atestado médico até ao parto mas, não tenho que cumprir um repouso tão rígido, apenas muito descanso e nada de esforços nem mesmo conduzir ou andar de carro.


Fiquei imensamente mais aliviada porque o primeiro diagnóstico era mesmo preocupante. De qualquer forma, passou a ser uma gravidez de risco e, só ficarei mesmo descansada quando a minha filha nascer. Ainda tivemos a oportunidade de ver a nossa bebé a bocejar e a chucar o dedo do pé! Um mimo! Passa o tempo a mexer-se, sinto-a a toda a hora. Acho graça quando estou deitada a observar e por momentos, vê-se a barriga aos saltos. É uma bebé muito activa!


Tudo o resto tem corrido bem. A barriga tem crescido apesar de eu ter perdido peso (diga-se de passagem que bem precisava!) e de ter perdido bastante volume desde o início da gravidez e da hiperestimulação que sofri. Agora parece uma barriga muito grávida!

2o semanas e 4 dias

O papá teve que tomar a rédea das lides domésticas e está um verdadeiro dono de casa! Tenho ocupado o tempo a ler e com o ponto de cruz. Quando os trabalhinhos estiverem acabados publico-os aqui.

Por hoje, já deixei aqui as novidades todas. Em casa, é difícil ter muito para contar!

Beijinhos grandes

Lita













25 julho 2009

Um grande susto

Parece que, conforme diz o ditado: "Quando a esmola é muita o pobre desconfia". Depois de tudo o que já passamos para conseguir engravidar, quando tive uma gravidez sem complicações de maior com tudo a correr tão bem, às 19 semanas e sem que nada o fizesse antever, sofri uma hemorragia.

Depois de observada na Urgência de Obstetrícia, informaram-me que tenho uma placenta prévia total e, portanto, a partir de agora a minha vida vai ser passada em clausura. Nestas próximas semanas divido o meu tempo entre o sofá e a cama e rezo muito para que a placenta suba, pelo menos parcialmente, e para que eu consiga levar esta gravidez até ao fim.

Parece difícil de acreditar que no espaço de uma manhã, a minha/nossa vida tenha mudado tanto. Às 18 semanas comecei a sentir a nossa princesa a mexer! Andava tão entusiasmada com a novidade! Hoje era suposto estarmos num casamento e na 2.ª feira iamos de viagem uma semaninha. Estamos tão necessitados de uma pausa, de um tempo juntos como casal! Iamos finalmente, saborear a vitória que carrego na barriga e espairecer!

Agora, resta-me esperar, rezar e acreditar em Deus, na capacidade de o meu corpo resistir e na vontade de viver, da minha preciosa filha. Voltar à incerteza, ao medo, a viver com o coração nas mãos tem sido difícil de digerir!

Rezem por nós, precisamos muito de preces e boas energias!

Um beijo grande.

Lita

07 julho 2009

17 semanas

Olá,
Numa eco morfológica marcada antes do tempo, ficamos a saber que vamos ser pais de uma Matilde (porque o papá recusa-se a aceitar Carlota, que é o nome preferido da mamã, mas Matilde também é lindo)!
A nossa princesa revelou-se!
A par do sexo, continua a correr tudo bem. O desenvolvimento da bebé está bem e normal para a idade gestacional.
Queremos mais boas notícias, como estas!
A mamã já pode bordar o nome da princesa nas fraldinhas e nos babetes, onde deixou espaço para o nome.
Beijocas cor de rosa, para as nossas visitas.
Lita
P.S. já encontrei uns motivos muito fofos para a régua. Quando estiver pronta, publico aqui.

29 junho 2009

15 semanas

Na semana passada, fomos à consulta às 15 semanas. Vi novamente o meu amor pequenino, que está grande e muito lindo! Já se vê tão bem, fartou-se de mexer para delicia da mamã. Fui instruída por uma amiga para comer chocolate antes da ecografia, e deu mesmo resultado, fartou-se de mexer!
É sempre uma experiência maravilhosa. Mexeu-se muito mas, aquilo que o papá anda ansioso para saber, não mostrou! Parece que esperamos uma menina mas, como tinha o cordão precisamente no meio das pernas, não dava para ver com clareza e, portanto, continuamos na incógnita!
A mamã que se foi abastecer de fraldinhas, babetes e afins, para dar inicio aos bordados, vai continuar a bordar verdes, amarelos e brancos e a deixar espaço nas "obras de arte" para a inicial ou o nome, pelo menos mais 4 ou 5 semanas! Já agora, para as amigas da blogosfera que bordaram ou têm esquemas de ponto de cruz para réguas, agradecia muito que partilhassem. Tenho um esquema mas tem ratinhos e não me apetece bordar ratos para o quartinho do bebé!!!
À parte as delicias da gravidez, pelos meus lados vai tudo bem. Continuo com muito trabalho mas, aquelas situações pendentes já foram entregues a quem de direito e ficaram resolvidas. Neste momento, já está tudo mais calmo. Não obstante, nunca consigo sair do trabalho na minha hora e faço sempre mais 1hora ou 1,5hora por dia! De qualquer forma, já me sinto menos "afogada" em papéis.
Neste momento já sonho com as férias. Este ano, preciso mesmo de sair de casa nem que seja por uma semaninha. Há 2 anos que não temos umas férias decentes e, este ano, tão carregado de novidades, emoções e trabalho precisamos muito de uma pausa.
Um beijo grande, para quem continua desse lado, a acompanhar-nos.
Lita

03 junho 2009

12 semanas de vida

O prometido é devido, cá estamos nós às 12 semanas de gravidez!
Apresento-vos o meu amor pequenino: tem 12 de semanas de vida, mede 5,13 cm de distância cranio-caudal (da cabeça ao rabinho) e tem uma TN de 1,4 mm, o que é um valor óptimo! Passou o exame a dormir, com os pézinhos cruzados e as mãos no rosto. Por mais que lhe "pedissem" para levantar a cabeça, o que ajudava a medir a TN não se deu ao trabalho! Fez a pose para a fotografia e assim ficou o tempo todo!
Quanto à barriga, isto é, à barrigona espero não ter assustado ninguém! São mesmo 12 semanas, não são 5 meses! Acontece que com o ttt sofri uma hiperestimulação e um derrame intra-abdominal que me fez inchar como um balão! Entretanto perdi algum volume mas, nas últimas 2 semanas senti-me a inchar outra vez, desta vez por uma boa razão, claro!
A eco correu muito bem está tudo aparentemente normal. Se tudo correr bem não volto ao Hospital de Gaia. Serei seguida na gravidez, no hospital onde trabalho.
Confesso que passar a meta das 12 semanas me deixa muito mais tranquila! Tudo o que mais desejo é que continue a correr como até aqui tranquila, serena e sem sobressaltos.
Para a semana vou estar de férias e vou aproveitar para descansar muito porque o trabalho tem-me deixado esgotada. Preciso muito de uma pausa!

São as novidades por hoje. Uma beijoca grande para vocês!
Lita


26 maio 2009

11 semanas de vida!

E cá estamos, eu e o meu “Chiquinho” como lhe chama uma amiga minha, nas 11 semanas de gravidez.

Temos andado nauseados, enjoados e cansados mas, aparte estas maravilhas da gravidez, tudo corre bem! Mesmo com o Nausefe a má disposição continua comigo, não tão forte é certo mas, continua por cá.

Já vi o meu “Chiquinho” várias vezes, até ao momento fiz 5 ecos e faço a 6.ª na próxima 3.ª feira, no rastreio do 1.º trimestre. É fantástico ver a evolução de um saquinho com alguns milímetros até um embrião com pernas, braços, dedinhos e um rosto a começar a desenhar-se! Isto tudo, num pequeno ser com cerca de 3,5 cm! O milagre da vida é qualquer coisa de deslumbrante! E é igualmente fantástica, a ciência, que nos permite testemunhar todo este milagre!

Pode-se dizer que estou completamente apaixonada pela vida que cresce dentro de mim!

Fui à primeira consulta de obstetrícia na semana passada e volto lá no final do mês de Junho. Aparentemente está tudo bem connosco e, espero que continue assim! Perdi imenso volume da hiperestimulação e perdi algum peso, o que é óptimo para quem já tem alguns kilos em excesso!

No trabalho é que o stress não me larga. Já acalmou um pouco porque aprendi a delegar e espero conseguir libertar-me de mais algumas rotinas que, em abono da verdade não tenho nem devo, de ser eu a fazê-las. Para certas pessoas, a idade e os anos de trabalho são um posto e quanto menos fazem menos querem fazer! Esta situação ainda está por reverter mas, eu chego lá!

E pronto, são estas as minhas novidades. Para a semana volto cá e, se a película da ecografia tiver mais qualidade do que as anteriores coloco-a aqui para poderem conhecer o meu amor pequenino e coloco também foto da barriga às 12 semanas.

Um beijo muito grande e tudo de bom.
Lita

09 maio 2009

8 Semanas e 4 dias

Os últimos dias têm sido vividos com intensidade e emoção.
Voltei à consulta de infertilidade para mais uma ecografia e já vi o meu feijãozito, com o coraçãozinho a bater!
É uma enorme emoção ver o milagre da vida, realizar-se dentro de nós! Houve tantas alturas em que as circunstancias e a infertilidade que combatemos nos últimos 5 anos, me fizeram duvidar se o meu corpo teria a capacidade de gerar outra vida e ver aquele pequeno ser, com um coraçãozito a bater apressado, deixou-me completamente rendida! É uma mistura de sentimentos desde a felicidade, a alegria, o amor mas, acima de tudo a esperança de que esta etapa das nossas vidas, terá um final muito feliz!
A todas vocês que têm acompanhado a nossa história desse lado e ainda não conseguiram o vosso milagre, o que desejo é que possam viver as emoções fantásticas que tenho vivido nos últimos dias. Não é que o medo tenha desaparecido mas, a cada dia que passa, a cada eco em que constatamos o crescimento do nosso filho acreditamos mais um pouquinho, no desfecho feliz da nossa luta contra a infertilidade.
Neste momento, tenho já programado o rastreio integrado do 1.º trimestre e a primeira consulta de Obstetrícia, com a minha médica.
Trarei mais notícias brevemente, quando o trabalho deixar. A última semana foi caótica!
Um beijo muito grande a todos os que torcem por nós, eu sei que são muitos!
Lita

29 abril 2009

Novos desafios!

Os nossos dias têm sido vividos no meio de muita felicidade, alguns receios e muita expectativa. Aos pouquinhos, a nova realidade tem-nos invadido e tem dado lugar à incredulidade desta situação tão desejada, tão ansiada.
E como a vida raramente acontece como nós desejamos e temos a mania de planear, nesta fase em que tenho tantas emoções para gerir, a minha vida profissional sofreu outra reviravolta!
Depois de um concurso público, que levou um ano e meio a resolver-se e que mudou muito positivamente a minha vida profissional e me fez chegar à posição que ambicionava, quase um ano depois, chegou o momento de assumir novos desafios profissionais: a chefia de um serviço com 17 colaboradores, a responsabilidade de um outro serviço importante mas, algo ingrato, "O Gabinete do Utente" e uma série de outras responsabilidades.
De facto, com a mudança na carreira esperava pelas novas responsabilidades! Só não esperava é que viessem todas ao mesmo tempo! Não é uma situação inesperada mas, nesta altura, com a cabeça a mil e a sentir-me sempre tão cansada, não era o momento ideal! Não me estou a queixar, olho à minha volta e todos os dias se vêem por este país fora, empresas a fechar e a deixar sem nada, milhares de trabalhadores. Considero-me afortunada por ter emprego, por ter progredido profissionalmente para o patamar que ambicionava e sobre tudo, por ter uma perspectiva de futuro, que tanta gente, neste momento, não tem. Agradeço a Deus todos os dias, por ter trabalho!
Espero estar à altura destes desafios e conseguir navegar tantos barcos ao mesmo tempo!
São estas as novidades, por hoje. Nas próximas semanas avizinham-se grandes mudanças, para os meus lados!
Beijocas grandes e boas, para as nossas visitas!
Lita

23 abril 2009

6 semanas de gravidez

Hoje foi dia de consulta e ecografia.

Continua a correr tudo bem. Já se vê o saco gestacional e um embriãozinho pequenino.

O bater do coração já se vislumbra mas, para se ver com mais nitidez, voltamos à consulta dia 7 de Maio, com 8 semanas.

Quanto a sintomas, esta semana as nauseas e os enjoos atacaram com força! E comigo os enjoos não são matinais, duram o dia todo! Mas apesar destes incómodos serem chatos, fico muito contente quando os sinto porque é sinal que tudo evolui bem!

Continuamos muito bem e a adaptar-nos à nova realidade de pré-papás!

Beijocas grandes
Lita

17 abril 2009

Continuamos bem e na expectativa

Continuamos felizes mas, algo incrédulos com a benção que recebemos, como se depois de tanto tempo, uma parte de nós tivesse medo de acreditar que é mesmo verdade, que chegou a nossa vez!

Para já, as únicas alterações que sinto são uma barriga enorme, resultado da hiperestimulação e do líquido intra-abdominal que por cá ficou na punção e muito, muito sono! Se pudesse tornava-me espanhola para ter direito à sesta. Logo eu, que quando durmo de tarde não consigo dormir de noite, agora se pudesse dormia a toda a hora. Ah, e claro o peito muito sensível, onde não posso nem encostar os braços!

À parte isto, estamos bem e ansiosos pela ecografia!

Para a semana damos mais notícias!

Bom fim de semana e uma beijoca grande para todos.

Lita

09 abril 2009

POSITIVO!

O meu tesouro, no fim do arco iris é uma beta de 235!
POSITIVO!!!
Ainda estou meia anestesiada com a notícia. Depois de 5 anos a desejar um filho, 5 ICSI, 1 aborto será que chegou mesmo a minha vez?! Estou muito feliz mas, com os pés bem assentes na terra. Diz o ditado que a procissão ainda vai no adro!
Daqui para a frente é continuar a acreditar, viver um dia de cada vez e viver esta primeira vitória, como ela merece! Afinal, independentemente do que o futuro nos reserva, estou grávida!!!
Agradeço do fundo do coração todas as mensagens de apoio. Vocês estão sempre no meu coração!
Um Santa Páscoa e uma beijoca grande para todas!
Lita

27 março 2009

Os meus tesouros

Ontem, transferiram os 2 pequenos princípios de vida para minha barriga.
De acordo com a bióloga, como estavam muito bem e como é a 5.ª ICSI decidiram não adiar mais a transferência porque queriam transferir os 2.

Agora inicia a parte emocionalmente mais difícil: a espera pelo veredicto final. Veremos como me aguento!

Obrigada pelo apoio e por estarem sempre desse lado.

Um beijo grande
Lita

25 março 2009

A colheita

A colheita de ontem foi melhor em quantidade do que em qualidade. Dos 13 ovinhos colhidos, conseguimos 2 embriões que, continuando a evoluir bem, serão transferidos amanhã.
Confesso que já contava que a colheita fosse farta em quantidade porque, tinha novamente sintomas de hiperestimulação e acabei por não errar muito! Afinal são 13 ovócitos para 1 ovário! O que eu não contava é que a transferência fosse ao 2.º dia, porque esta é a 5.ª ICSI que fazemos e é a primeira vez que acontece.
Quero continuar a ser positiva e acreditar que tudo vai correr bem. Amanhã darei notícias nossas.
Um beijo grande
Lita

21 março 2009

Mais um passo do caminho

Mais um check point superado.
Continuamos a viagem, confiantes e com serenidade, em busca do nosso tesouro mais precioso.

Próxima paragem, no dia 24, para colher os "frutos" do caminho já percorrido.
Até lá, um beijo grande.
Lita

11 março 2009

Primaveras



Hoje é o dia....................do nosso aniversário!

Mais uma primavera para mim, já conto 32!!!








E a primeira primavera da nossa cãopanheira, Ullie. Como diz uma amiga muito querida, foi o destino que nos uniu!
(A foto não é da Ullie mas está tão gira que não resisti a colocá-la aqui)


Parabéns para nós!!!

Beijinhos grandes

Lita

10 março 2009

A viagem...

E a viagem segue, sem percalços e com serenidade, em busca do nosso tesouro.
Próximo check point, dia 20 de Março.
Continuem na torcida, nós por cá, continuamos a precisar e agradecemos muito.

Beijocas grandes
Lita

02 março 2009

Em busca do tesouro

Está oficialmente iniciada a viagem... Próxima paragem, 9 de Março. Torçam por mim!

Este será um mês cheio de emoções e expectativas!

Beijinhos grandes.
Lita



25 fevereiro 2009

10.000 visitas!

Como quem não quer a coisa e quase sem dar por ela, este espaço passou a fronteira das 10.000 visitas!


São quase 3 anos de pensamentos e histórias partilhadas. Continuo a ter muita esperança, de brevemente poder publicar neste espaço a notícia fantástica, da concretização do nosso projecto de vida - um filho! Para nós é muito mais do que um sonho, é o nosso projecto de vida, é a constituição da nossa família e chamar-lhe sonho é colocá-lo ao mesmo nível das viagens que sonhamos fazer, por exemplo.

Dentro de dias, inicia mais uma viagem em busca do pote de ouro, no fim do arco-iris! Espero muito que, no fim desta viagem o meu pote tenha um tesouro muito valioso e muito brilhante!

Até lá, um beijo muito grande e obrigado por continuarem desse lado a acompanhar a viagem, que é a minha vida!

Lita

23 fevereiro 2009

Folia, dança e brincadeias

Para quem gosta destes dias de agito e de folias, um bom Carnaval e muita brincadeira!



Eu não me enquandro no grupo porque não gosto destes festejos. Não tem nada a ver comigo! Gosto de ver os pequenitos mas, os grandes, não aprecio e muito menos aprecio estar no meio destas confusões!

Bons festejos e bom Carnaval!

Beijinhos grandes
Lita

09 fevereiro 2009

E que tal...

E que tal, uma contractura muscular, do "tamanho de um camião", ao nível dos ombros, que nem me deixa dormir, conduzir ou trabalhar, sem dores?
E que tal uma coisa destas, que me está obrigar a fazer analgésicos e relaxantes musculares, quando estou a menos de 20 dias de iniciar o ttt e deveria de ter o meu organismo limpo de drogas!?
E que tal, uma cãopanheira que foge do banho com quantas patas tem e, depois de se ter andado a enrolar na lama, no jardim teve que tomar uma banhoca. E como é que ela ía para o banho, se detesta tal coisa? Ao colo, claro! 23 Kg de cão, a espernear por todo o lado, toda borrada de lama... Imaginam a cena?
No fim da lavagem forçada é que reparei que, com a aflição, ainda conseguiu sujar de lama, tudo onde as patas tocaram: mantas do sofá, carpetes, chão, portas, rodapés, paredes, e eu, claro!
É uma menina muito mal comportada! Na semana passada, o R. levou-a a passear ao parque de Aveiro. A "esperta" viu ao longe os patos e não tem mais nada, desata a correr desembestada e atira-se de cabeça para apanhar as aves que a estavam a "desafiar". Só depois é que percebeu que aquilo era um lago e tinha água (cheia de lodo, nojenta diga-se de passagem!). Ficou num estado de aflição que nem queiram saber! Só faz asneiras!!! O dono teve que a ajudar a sair do lago porque a pobre ficou tão atarantada que nem via nada, nem se lembrou mais dos patos!
Vida de cão... Vida de donos...
Beijinhos muito doridos!
Lita

30 janeiro 2009

Se eu fosse um filme...


Você é "Imensidão Azul" de Luc Besson. Você é sonhador, único. Muito sublime e encantador(a).
Que bom filme é você?
Bom fim de semana!
Lita

26 janeiro 2009

A felicidade, no meu ponto de vista

Achei o desafio muito interessante e, apesar de ninguém me ter desafiado a tal, resolvi dar a minha opinião.
Para mim, a felicidade total é mesmo uma utopia! No entanto é com ela que desejamos viver e, por conseguinte, levamos a nossa vida a perseguir a utopia da felicidade!
Já passai por periodos da minha existência em que a felicidade era representa por grandes conquistas e grandes momentos. Claro está que era mais nova, mais ingénua e mais idealista!
Entretanto cresci e amadureci, tornei-me uma sonhadora romântica mas, "realista" e as minhas aspirações à felicidade são, também elas mais realistas...quase sempre! Isto é, ajustei as minhas expectativas à realidade, quanto à felicidade romântica e a todas as outras expectativas de felicidade.
Hoje, vejo a felicidade como momentos bons da nossa vida que, nos permitem encarar os acontecimentos menos bons. Dão-nos esperança que depois de um desaire virá um momento feliz, depois de uma tristeza virá um momento de alegria.
Hoje, consigo viver cada momento de felicidade e quase sempre, dar-lhe o devido valor. Digo quase sempre porque, reconheço que tenho "um bocado" a mania do controlo ou pelo menos de tentar controlar todos aspectos da minha vida, e por vezes, inibo-me de apreciar convenientemente os momentos de felicidade com que a vida me presenteia.
Por exemplo, no ano passado, o meu marido fez-me uma festa surpresa no meu aniversário e, quando chego a casa e vejo os preparativos todos, quase lhe arranquei o pescoço porque convidou as pessoas (inclusivé colegas de trabalho e antigas colegas de curso, que já não via há uma data de anos e adorei rever!). A casa não estava arrumada como deve de ser, a refeição não era a mais adequada, não pôs a toalha nem a louça certa na mesa! Fiquei tão furiosa com ele, que só me apeteceu sair e não estar presente para receber a família e os amigos, que ele com tanto cuidado e tanto carinho, fez questão de convidar para me surpreender! Fui muito ingrata!!!
Falta-me aprender a ceder mais o controlo, a ser menos auto-crítica e perfeccionista, a entregar-me mais, a aceitar ser mais vulnerável com quem amo, para apreciar e aceitar os momentos de felicidade, com que a vida me vai presenteando!
No entanto, há pequenos acontecimentos que, para mim, são verdadeiros momentos de bem estar, de felicidade:
  • O dia do meu casamento foi um grande momento de felicidade. E os tempos a seguir também, claro! Quem não gosta de viver em clima de lua-de-mel!
  • Chegar a casa e ter tudo limpinho e arrumado, a cheirar a limpo, sem ter levantado um dedo, para tal. Adoro!
  • Dormir numa cama feita de lavado e a cheirar a limpo!
  • Ouvir alguma música que me ponha "para cima", por exemplo, Relax do Mika, que me faz cantar a plenos pulmões.
  • Cozinhar uma refeição mais requintada, para uma ocasião especial a dois ou para receber os amigos, é uma verdadeira terapia de relaxamento, para mim!
  • Vestir uma roupa nova, que me faça sentir bem e especial.
  • Ver os meus familiares e amigos bem e com saúde.
  • Ver o meu marido bem e realizado, com os INÚMEROS objectivos que traça para o futuro dele!
  • Alcançar os meus objectivos, mesmo que devagarinho, devagarinho. Há objectivos que alcancei ultimamente que me deixaram muito, muito feliz e muito realizada, embora tenha demorado vários anos a concretizá-los!
  • Um passeio à beira mar, de mãos dadas, com o horizonte só para nós...
  • Acordar com o abraço dele e outras coisas mais...
  • Receber flores, de uma forma inesperada é felicidade...não é "Impulse"!
  • Quando a minha cãopanheira se aninha no nosso colo e nos dá muitas lambidelas e muitos mimos, são momentos de felicidade. (Faz esquecer um pouco, todos os estragos que provoca pela casa fora!)
  • E tantos, tantos outros momentos que me enchem a alma e o coração, que não conseguiria enumerá-los num único post.

Aguardo o grande momento, em que vou receber a notícia da(s) minha(s) gravidez e o momento ainda mais feliz, de pegar nos meus braços, os filhos que desejamos tanto. Esses serão os GRANDES momentos da minha vida!

Aguardo também, o grande momento de felicidade em que virei deixar a notícia da minha gravidez tão desejada, neste espaço que partilho com todos vós, que se dão ao trabalho de acompanhar os meus pensamentos.

Partilhada a minha modesta opinião, deixo-vos com beijocas grandes e votos de um bom fim de semana, em casa e à lareira, que é para isso que o tempo se presta, por estes dias!

Lita

22 janeiro 2009

Trabalho e muito stress!

Trabalho, trabalho e mais trabalho! É assim que tem decorrido a minha existência desde o início o ano. Muito trabalho, mais responsabilidades e muito stress!

De vez em quando, passo muito a fugir pelos vossos cantinhos mas, o tempo é tão curto que não dá para grande coisa!

As novidades pelo meus lados, não são muitas. Pelo menos, daquelas que gosto de deixar cá, não tenho!

Algumas tropelias da nossa cãopanheira, que de vez em quando, me deixa os cabelos em pé: o R. deixou-lhe a porta da cozinha aberta, o que lhe permitiu passear-se pela cozinha, pelo hall e pela sala. Ora, um dia inteirinho de liberdade, sem a vigilância dos donos acabou com a minha linda chaise long do sofá com um braço completamente destruído! Roeu a manta que cobria o sofá, roeu o courtisaine, a esponja e a madeira! Quando cheguei a casa e vi a "brincadeira" ia tendo uma solipampa! Conseguem imaginar!? Foi de castigo para a cama dela, para a cozinha, quando chego à cozinha estava à dentada às placas do radiador!!! Alguém tem dicas para acalmar um cão que adora fazer asneiras e desafiar a dona??? Aceitam-se sugestões!

O tempo tem sido tão pouco que me dedico quase exclusivamente ao trabalho e à casa. Continua a ficar para trás o meu desejo de viver mais e melhor a minha vida. Para quando ter tempo para mim?! Também se aceitam sugestões!

Despeço-me e deixo beijocas grandes para todos. Até breve, espero eu!

Lita

09 janeiro 2009

ANO VELHO, ANO NOVO

Cá estou em 2009!

O Natal passou-se, com saúde, sossego e com a família. No sapatinho, este ano tivemos uma pipa de dinheiro em medicamentos para o tratamento que se aproxima. Não é a prenda mais agradável, mas é a mais importante e é muito necessária. Tivemos que investir na farmácia em vez de investir numa viagem ou numa férias ou mesmo em prendas!

O Ano Novo chegou mais ou menos atribulado. Temos um familiar doente mas, aparentemente a situação tem tendência a normalizar e a resolver-se. No entanto, já foi o suficiente para provocar alguma agitação e preocupações.

Em retrospectiva, 2008 foi um ano que trouxe de tudo, grandes alegrias e grandes tristezas. No grupo das vitórias, está a minha tão ansiada promoção. O R. veio trabalhar perto de casa, o que nos permitiu um corte nas despesas e mais descanso para os dois. O R. também tirou a carta de condução, que lhe trouxe mais independência mas, também me trouxe mais preocupação!

A grande tristeza de 2008 foi mesmo a perda da minha estrelinha. Pensar que podia estar com uma barriga enorme e quase a conhecer o meu filho e, em vez disso, estou a preparar-me para iniciar outra batalha. Para enfrentar mais agulhas, mais drogas, mais ecografias, mais esperas dolorosas…
Se posso tirar alguma conclusão deste triste episódio é que, tendo que acontecer, ainda bem que foi logo no início e não tive tempo para criar grandes ilusões. Também foi devido a esta perda que, por insistência minha, investigaram a causa e encontraram as trombofilias congénitas, que poderão ser o motivo de 3 tratamentos falhados e um aborto. Talvez agora, conhecendo o inimigo, seja mais fácil combatê-lo!

Encaro 2009 com esperança. Avizinham-se grandes mudanças!


Aguardo o início da 5.ª ICSI com expectativa, muito esperança e algum receio. Espero que, em 2009 possa viver a grande alegria da maternidade. Este é um objectivo que tem sido transportado de ano, para ano nos últimos anos e é o desejo mais forte que tenho para 2009: ser mãe!

A nível profissional também vêm por aí grandes mudanças. Vamos deixar de ser um hospital para passarmos a ser parte de um centro hospitalar. Vão haver mudanças no pessoal e é possível que vá parar a outra unidade do centro hospitalar. Não estou com receio porque encaro a situação como uma oportunidade de empreender novos desafios e de definir a minha situação profissional.

Espero também poder viver mais a minha vida, a nossa vida! Às vezes, parece que vivemos só para resolver problemas, não gozamos a nossa vida, não aproveitamos a nossa juventude! Espero ter a oportunidade de viajar e aproveitar mais do que tenho feito até aqui.

Tudo isto e saúde são os meus desejos para 2009.

Para vocês, que acompanham desse lado as minhas vitórias e derrotas desejo-vos muita saúde, trabalho, sucesso nas vossas empreitadas, a realização dos vossos sonhos e desejos e, se não for pedir muito, que apareça um babyboom e que cada casal que deseja um filho, o possa ter!



Um BOM ANO de 2009 para todos!

Beijinhos grandes
Lita