27 setembro 2006

A ESPERA

Bom dia.

Na sexta-feira, conforme marcado, fiz a punção. Estava super nervosa e, para agravar o meu estado de nervos, atrasamo-nos a sair de casa, apanhamos muito trânsito, chuva, acidentes, enfim foi tudo a ajudar!
Acabou por correr tudo bem, na punção. O pessoal do hospital foi muito amável, muito carinhosos, todos tentaram apaziguar o estado de nervos exacerbado em que eu estava. Não era só o receio da situação, apesar de ter sido a primeira vez que levei uma anestesia geral, era acima de tudo, o receio do resultado, tinha muito medo de não ter ovócitos, uma vez que só tinha oito folículos, na última ecografia. Afinal acabou por correr bastante bem! Dos oito folículos tive seis ovócitos. Destes seis, no sábado, tinham fecundado quatro. Quando a bióloga me ligou a dar a notícia, saiu-me uma tonelada de cima! Marcou-me a transferência para segunda-feira (ontem) às onze. Confesso que também estava nervosa ou melhor ansiosa, mas não tanto como na punção. Existem sempre tantas incertezas que a mim, pessoalmente, não me permitem sossegar. É um projecto demasiado importante para existir sempre uma espada sobre a nossa cabeça, um mar de ses que nos deixam o coração nas mãos!
Antes da transferência, a bióloga informou-nos que os quatro embriões continuavam vivos, dois estavam muito bem e dois estavam mais fraquinhos, mas a evoluir também. Fizeram a transferência dos dois “valentões” e os outros dois, se continuarem a evoluir positivamente serão congelados. Fiquei tão aliviada…
Ao longo de todo o tratamento, o que mais desejei foi chegar à transferência. Cada passinho em frente soube a vitória.
Neste momento, sou obrigada resignar-me a uma espera de quinze dias. Ficarei em casa durante as próximas duas semanas, de modo que, a espera vai tornar-se ainda mais longa.
Durante esse tempo dificilmente poderei dar notícias. O R. é que está a passar este post para o blog, porque eu quis dar notícias.
O sentimento que me caracteriza neste momento é o alívio por ter chegado até esta etapa e por ter conseguido fazer a transferência de dois embriões. Finalmente consigo estar calma desde o início do tratamento!
A ansiedade e o nervoso miudinho hão-de chegar, espero que só lá mais para os últimos dias.
Deixo-vos um enorme beijinho a todos, especialmente às companheiras de luta que conhecem estas andanças e estes sentimentos conturbados, melhor do que ninguém.

Beijinhos grandes

20 setembro 2006

Verde Esperança

Nesta caminhada longa e penosa, dei mais um passinho em frente.
Hoje fui novamente a Gaia fazer o estradiol e a ecografia. Não fui atendida pela médica que me tem acompanhado, fui atendida pela chefe de serviço. Achei a senhora um amor, muito amável.
O ovário esquerdo continua a não ser visualizado na ecografia. A médica diz que deve estar muito subido e, por isso, não é visualizável na ecografia. Infelizmente não vai poder ser puncionado. No ovário direito viu mais dois folículos do que na 2.ª feira. Tenho então, oito folículos entre os 12 e os 19 mm. Mostrei-me preocupada com o facto de não poder fazer a punção do esquerdo, mas a Dr.ª disse-me que os folículos que tenho são bons e isso, acalmou-me um pouco.
A punção ficou marcada para 6.ª feira. Hoje, faço o Pregnyl e termino a medicação injectável. Para ser muito honesta estou farta de seringas, medicações, canetas e afins!!! A medicação tem-me deixado bastante alterada. Mexe muito comigo, física e psiquicamente. Confesso que, depois de quase um mês destas coisas, sinto-me em baixo de forma!
Não consigo descontrair, nem relaxar. Digo a mim mesma que está tudo nas mão de Deus, que vai acontecer aquilo que Ele quiser, mas não consigo ficar mais descansada com isso. Tento levar tudo com calma, mas para mim isso é impossível!

Para acrescer a isto, tenho que deixar o meu trabalho em ordem e estou a passar algumas das minhas funções, mais urgentes e com prazos à vista, a um colega.
É tudo a correr!

Por este motivo não tenho tido grande tempo para visitar, e sobre tudo, para deixar comentários nos vossos cantinhos. Infelizmente, ainda não tenho a internet em casa e por este motivo é provável que não vos possa visitar, nas próximas semanas. Estamos a aguardar um kit de telefone e modem, que a PT ficou de nos entregar quando mudamos, já lá vão quase 3 semanas. Pode ser que fique “info incluída” em casa, durante a minha ausência do trabalho, quem sabe!!

Vou-me despedir de todas, com o coração apertadinho.
Como já disse, tento mentalizar-me que vai acontecer o que Deus quiser!

Um enorme beijinho para todos os que me visitam e lêem!

P. S. – Vou pedir ao R. que venha cá, deixar novidades, espero que boas, na minha ausência.

18 setembro 2006

Dia de veredicto

Em primeiro lugar, muito obrigado pelas respostas ao meu apelo. Estava tão confusa que não somei dois mais dois!
Agora as novidades. Hoje fui a Gaia fazer o estradiol e a ecografia. Saímos de casa cedíssimo, 6.45h e chegamos por volta das 7.45h. Fiz a análise às 8.20h e depois fui aguardar pela ecografia. Fartei-me de esperar! Estava marcada para as 8:00h e fui chamada às 10.30h.
Como sempre estava nervosíssima. Aquela sala de espera tem o dom de me deixar sempre nervosa e a tremelicar!
A ecografia não me trouxe novidades muito animadoras, só o ovário direito é que respondeu à medicação, tenho 6 folículos entre os 16 e os 11 mm, o esquerdo simplesmente não foi encontrado. Nas ecografias anteriores, que tenho feito na minha ginecologista, o esquerdo nunca aparece. Segundo a minha médica, é bom sinal porque quer dizer que não tenho quistos nem nenhum outro problema que o faça aumentar de tamanho. Na primeira ecografia que fiz em Gaia, foi vizualizado. Na eco de hoje não apareceu. Surgiu a hipótese de eu só ter um ovário, porque se o esquerdo não aparece é porque ou não existe ou não respondeu à medicação, e nenhuma das hipóteses traz bom presságio! Fiquei chocada! Já não bastava o problema do R. que nos levou à ICSI, agora tenho eu um ovário que não responde! Tudo ajuda!!!
Na quarta vou lá novamente fazer estradiol e ecografia. Vou fazer mais duas doses de Gonal e vamos ver se o dito cujo aparece! Podia estar escondido!
Em princípio, 6.ª feira faço a punção e depois é rezar muito, muito, muito, porque com 6 folículos não posso esperar muito!
Obrigado a todas pelo carinho, a minha coragem muitas vezes, vem do vosso apoio!
Um enorme beijinho

15 setembro 2006

Esclareçam-me, por favor!

Amigas estou muito preocupada!
Estive ontem, a observar a caneta de Gonal e ainda me faltam 3 doses de 150. Parece que o líquido que resta é tão pouco que, sinceramente penso que não vai chegar para as 3 doses!!
Na totalidade, deram-me a indicação de fazer 9 doses.
Para as meninas que já fizeram o Gonal 900, digam-me, a caneta dá mesmo para 9 doses?
Já liguei para Gaia, mas há uma avaria nos telefones e não me conseguem passar as chamadas!


Ajudem-me, por favor!

08 setembro 2006

Esta semana, as hormonas já começaram a fazer das suas. A semana passada andei super bem. Sentia uma energia fantástica, e na expectativa de ter o meu apartamento preparado e habitável, não havia quem me parasse!
Com tudo isto, consegui, com a ajuda da família e de uns amigos, fazer a mudança, limpar a casa e colocar quase tudo nos devidos lugares. Tudo, à excepção de um dos quartos que foi transformado em armazém de caixotes, carregados de livros e de tralhas, que ainda não tive tempo de arrumar. Talvez este fim de semana consiga pôr o resto em ordem. O problema é a torre de roupa para passar a ferro. Cada vez que olho para ela está maior!!
Esta semana, a energia desapareceu e instalou-se uma tristeza e uma apatia... O problema é que com tanto stress, mudanças, tratamento, uma casa para pôr em ordem, não tive grande apoio da parte do R., que anda sempre ocupado com as coisas dele e isso, tem mexido comigo de uma forma que nunca mexeu antes. Ele sempre foi assim, mas agora, eu preciso mesmo dele!
Na 4.ª feira tivemos consulta com a psicóloga e ela chegou à conclusão que a nossa vida e o nosso ritmo tem que mudar, para que o ttt resulte. Saí de lá muito triste. Fartei-me de chorar e o R. achava que eu estava a pintar o panorama mais negro do que ele era, quando eu dizia que sentia um cansaço tão grande que chegava a não conseguir pensar ou raciocionar. Ontem, quebrei!
O meu sogro fez anos e fomos todos jantar fora. No final do jantar, tive uma crise de ansiedade. Nunca me tinha sentido assim! Uma sensação terrível! É muita coisa ao mesmo tempo! Acho que o R. ontem, depois do meu piripac, percebeu, finalmente que o meu pedido de ajuda é sério! Pode ser que agora mude de atitude!
Com tudo isto, ontem de manhã fui ao hospital controlar o estradiol e estava à espera de ouvir algo como " lamentamos, mas não pode continuar o ttt" ou " vai ter que ajustar o Suprefact, mas não pode seguir o ciclo estabelecido".
Afinal, no meio de tudo, tive uma óptima notícia, hoje de manhã. A enf.ª da consulta ligou-me a dizer que o estradiol estava muito bem e que posso iniciar o Gonal amanhã.
Primeira etapa vencida!!! Respirei de alívio!
Já prometi a mim mesma que vou deixar por fazer, aquilo que não consigo fazer! Ponto final!
Vou-me dedicar aos meus vasos, que precisam de atenção, vou passear, ver uma comédia...
Como diz o povo, o trabalho não azeda!
Beijinhos grandes a todos os que me visitam e um bom fim de semana.
P. S. Parece que ainda não foi desta que encurtei o tamanho dos posts!

04 setembro 2006

Desafios

A navegar pelos blogs do costume, vi este teste no blog da Carla e resolvi experimentar. Aqui vai...
Idade: 29 anos, 5 meses e 24 dias.
Signo: Peixes
Planeta regente :Netuno
Elemento :Fogo
Número de Ambição : 7
Número de Personalidade : 11
Número de Expressão: 9
Número de Destino: 11
Segundo seu dia de nascimento.....Se você nasceu neste dia terá grandes ideais e aspirações. Sua grande dificuldade é que você muitas vezes deixa a razão sobrepor-se a intuição. Esta atitude não te levará a coisas boas, já que você tem qualidades mediúnicas, é sensitivo e deve seguir sua intuição. Você estará sempre sob alta vibração e precisará saber manter o equilíbrio mesmo com os nervos a flor da pele. Para sua saúde e felicidade são indispensáveis o controle e o meio termo. Apesar de sua inteligência acima da média, você deve seguir suas intuições, pois elas permitirão que seu grande potencial aflore de modo incomum.
A sua ambição é .... Gosta de paz, silêncio, ter tranquilidade e profunda comunhão com seu interior.
Você é...Idealista, visionária, mente progressiva, inventiva e intuitiva. Uma pesquisadora.
Segundo seu número de Expressão.... Sem ficar sem dinheiro, pois isto te faz perder sua autoconfiança, precisa de dinheiro para realizar seus planos e revelar sua verdadeira personalidade. Precisa de um companheiro tão generoso e afetivo quanto você. Devera ter a firmeza e a coragem necessária para afastar fracassos.
Segundo seu número de Destino ... Seja alguém intuitivo. Você deve aprender a confiar na sua intuição, orientando sua inteligência original e inventiva para terrenos práticos, extraindo benefícios de suas ideias. Você, certamente, não terá uma vida obscura, mas encontrará durante sua vida várias formas de oposição. Correntes místicas, com seus adeptos, cruzarão o seu caminho em algumas fases de sua carreira e, quando isto acontecer, você deverá deixar que a sua intuição te oriente. Isto acontecerá porque sua personalidade será sempre atraída pelas coisas incomuns, apesar das consequências. Portanto cuidado. Será alguém bem sucedido se adotar uma atitude filosófica diante da vida, deixando-se guiar sempre pela própria luz interior. Vencerá as adversidades, se permitir que as poderosas vibrações de seu destino te transformem de uma pessoa sonhadora e excêntrica, sem senso prático, em outra lutadora, dotada de espirito crítico e de poder de comando.
Pois é, isto da intuição é uma característica que me apontaram toda a vida. Geralmente, quando vou contra aquilo que acho mais correcto (quando cedo à vontade de outros contra a minha vontade) a coisa nunca sai muito bem!
Quase tudo bate certo com aquilo que penso de mim mesma. Quanto às capacidades mediúnicas, também é uma característica que o meu signo me aponta (inclusivé o signo chinês - serpente) mas tenho que explorar melhor esta vertente porque, se calhar por não acreditar muito, não sinto os seus efeitos!!!
Respondendo ainda, ao desafio da Tica, cá vão as seis coisas que mais me caracterizam:
Sou impulsiva e impaciente, quando quero alguma coisa é para ontem e quando tenho algum projecto em mente tem que ser posto em prática já, imediatamente, senão esmoreço e acabo por me desinteressar.
Sou romantica e sonhadora, sou adepta ferranha dos finais felizes e das histórias de amor.
Sou ingénua. Costumo dizer que sou um alvo fácil para enganar, se lerem o post pós-férias vão perceber melhor ao ponto a que chega a minha ingenuidade. Há quem lhe chame "burrice".
Confio em toda a gente, até prova em contrário. Acho sempre que as pessoas são boas por natureza. É muito raro conhecer alguém e ficar de pé atrás mas, quando isso acontece, também é difícil desligar-me dessa impressão. É preciso ser traída para perceber que aquela pessoa não é tão boa como parece. Quando acontece uma traição, provavelmente por confiar de forma tão incondicional, tenho dificuldade em perdoar. Não é que seja rancorosa, não fico a querer mal a ninguém, simplesmento afasto-me dessa pessoa.
Sou muito sensível à dor dos outros e à injustiça. Sinto afinidade pelos que me parecem frágeis ou injustiçados. Provavelmente porque me sinto, muitas vezes, frágil, o meu instinto é defender todos os que são indefesos e que eu posso, de alguma forma, ajudar. Há um episódio, na minha infância que eu sou incapaz de esquecer e demonstra esta característica. Esta história passou-se há mais de vinte anos, na escola primária. Na altura do Carnaval andavam dois miúdos no recreio a brincar com fatos de zorro. Um deles tinha um aspecto de anjinho, cabelos castanhos clarinhos, pele muito clara e olhos azuis da cor do céu e era um miúdo muito doce! Às páginas tantas andavam a brincar com as espadas da fatiota e o outro miúdo partiu a espada do "anjinho". O proprietário da espada partida ficou a olhar com um ar muito desconsolado para a dita e eu, imaginando que ele, coitadinho, ficou sem a espada e não tem dinheiro para comprar outra, fiquei tão triste que desatei num pranto. Só visto! O problema é que era eu que não tinha dinheiro para um fato de carnaval e imaginei logo que ele também não teria e fiquei muito sensibilizada com a perde dele. Vejam bem ao ponto que chego!
Sou muito, muito teimosa e se sei que tenho razão ninguém me dissuade da minha perspectiva. Se perceber que estou errada sou a primeira a reconhecer. Não me incomoda reconhecer os meus erros.
Não sei muito bem a quem hei-de passar o desafio, por isso, quem ler e achar engraçado, esteja à vontade!!
Um enorme beijinho a todos.
P. S. Tenho que me deixar de publicar posts tããããão compridos. Espero não cansar ninguém!

01 setembro 2006

Mudanças...

Esta semana tem sido rica em trabalho e em cansaço.
Com a escritura assinada demos início às mudanças. Tem sido uma semana de muito trabalho. Não sabem quantas vezes já desejei não ter tanta “tralha” que, por vezes, nem tem nenhum sentido prático. Não fazia ideia da quantidade de louça que tinha em casa! Tanta coisa que, nestas alturas, só dá trabalho!
Tem sido a semana toda a passar coisas e móveis pequenos para o apartamento. A bagageira da nossa carrinha transformou-se num carro de mudanças. O restante vai ser mudado amanhã, com a ajuda de uns amigos do R. e uma carrinha bem maior. Ainda tirei dois dias de férias para estas coisas mas, bem que precisava de uma semana inteira! Avizinha-se mais um fim de semana de trabalho árduo!

Esta semana houve mais um acontecimento importantíssimo, na nossa vida: iniciei o tratamento na 2.ª feira. Esperamos e desejamos tanto este momento, e no meio da confusão, a data do início, passou quase incógnita! Devo dizer que ainda não tive tempo para começar a sentir a ansiedade e o nervosismo que me são tão característicos.

A próxima semana também vai ser rica em stress e emoções. Na próxima semana, espero já ter a casa mais ou menos em ordem. Na 4.ª feira, dia 6 fazemos 3 anos de casamento. Nesse dia tenho consulta no oftalmologista de manhã e temos consulta com a psicóloga, em Gaia, à tarde. Espero ter tempo, pelo menos, para um jantar romântico! Na 5.ª feira vou a Gaia novamente, às 8h fazer análises ao estradiol e na 6.ª terei o veredicto. Se estiver tudo bem, continuo o tratamento conforme estabelecido, se não ...

Tenho andado com uma energia pouco habitual em mim. Parece que engoli a pilha (duracell está claro!) e não paro. Só ontem à noite é que esmoreci um pouco. O mr. Red já se fazia anunciar e hoje instalou-se de vez. Conclusão, tenho que recarregar a pilha porque preciso de estar em forma para colocar a minha casinha em ordem.

Para a semana, sei que com a aproximação da análise e do que pode implicar o resultado, vou andar mais nervosa e mais ansiosa.

O que eu mais quero é ter tudo arrumado e organizado, para não ter que me preocupar com o tratamento e com a casa ao mesmo tempo.

Não quero terminar este post sem agradecer a todas as amigas que passaram por cá, e àquelas que deixaram tantos comentários! São uns amores!
Quero ainda deixar um beijinho especial à Tiquinha. Apesar da azafama em que se transformou a minha vida nestas duas semanas, o meu pensamento e as minhas preces continuam contigo. Tem fé que vai dar certo, desta vez.

A todos os que me visitam e lêem as minhas palavras, um enorme beijinho e bom fim de semana.